Buscar

Anvisa aprova coquetel de anticorpos contra a COVID-19




A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (20/04) o uso emergencial do coquetel dos medicamentos casirivimabe e imdevimabe para o tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus.


Composta por anticorpos monoclonais, a medicação tem como objetivo neutralizar o vírus e evitar a propagação da doença para outras células do corpo. A aplicação é intravenosa e seu uso é feito exclusivamente por hospitais, com a proibição da venda por farmácias.


De acordo com a Anvisa, o tratamento será indicado para quadros leves ou moderados de COVID-19 em pessoas acima dos 12 anos de idade e que pesem no mínimo 40 kg. Além disso, os pacientes devem apresentar estabilidade antes de receberem o coquetel, sem depender do uso de suplementação do oxigênio.


"Anticorpos monoclonais como casirivimabe e imdevimabe podem estar associados à piora nos desfechos clínicos quando administrados em pacientes hospitalizados com COVID-19 que necessitam de suplementação de oxigênio de alto fluxo ou ventilação mecânica", ressaltou a agência em seu comunicado.


O coquetel de medicamentos já recebeu aprovação para o uso emergencial em países como os Estados Unidos, Canadá e Suíça. No Brasil, esse é o segundo tratamento autorizado para casos de COVID-19. O primeiro foi o remdesivir, aprovado em março deste ano.

Quadros leves de COVID-19: o que fazer?


É essencial observar o quadro e ficar alerta para o surgimento de sintomas como cansaço e falta de ar. Se esses sinais surgirem, é necessário ter atenção também para possíveis pioras, principalmente depois de esforços físicos, como tomar banho, ir ao banheiro e ao se levantar. Nesses casos de piora acentuada, é indicado ir a um hospital.


Além da observação, a hidratação é fundamental para qualquer pessoa, com ou sem infecção. No entanto, especialmente durante um quadro ativo como o de COVID-19, é indicado que os pacientes bebam bastante água, uma vez que isso evita sintomas como tontura e dor de cabeça.


Fonte




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo