Buscar

Criança de 2 anos e 3 meses: qual a alimentação ideal?

Assim como para os adultos, um prato saudável é aquele que mantém o equilíbrio entre carboidratos, gorduras, fibras e proteínas



Quando seu filho completou dois anos, passou da fase em que a restrição total de açúcar era recomendada. Mas isso não quer dizer que os cuidados com a alimentação saudável foram deixados de lado. Aos dois anos e três meses, a alimentação da criança já acompanha o cardápio da família, que deve incentivar bons hábitos.


Engana-se quem acredita que esses cuidados são apenas para evitar sobrepeso ou obesidade infantil. "Alimentos como refrigerantes, frituras, embutidos, balas, pirulitos, chocolate, bolachas recheadas e aqueles com excesso de corantes podem causar patologias secundárias, como alergias, alterações nos níveis de colesterol e triglicérides e nos níveis glicêmicos", revela Gláucia Finoti, pediatra do Hospital Santa Catarina.

Um prato saudável é aquele que mantém o equilíbrio entre carboidratos, gorduras, fibras e proteínas. Quando ele é colorido, com legumes e verduras variados, também pode incentivar a criança a experimentar novos sabores, já que cores chamam atenção ao olhar infantil.


No entanto, sempre converse com o pediatra durante as consultas sobre a alimentação do seu filho. Ele também irá sugerir a melhor fórmula infantil para crianças que já não são mais amamentadas.


"Geralmente, há uma ingestão menor do que a recomendada de ácidos graxos de cadeia longa (especificamente Ômega 3), ferro e vitamina D, podendo assim necessitar de fórmulas enriquecidas com esses componentes", pondera a pediatra.

Se você acha que colocar achocolatado em pó no leite da criança é indispensável, saiba que esta não é uma boa indicação. Isso porque ele possui alto teor de açúcar, que pode contribuir com níveis glicêmicos mais altos e obesidade. "Se optar por associar algo, opte por frutas ou fibras, como farelo de aveia", recomenda Gláucia.


Novas habilidades


Com as habilidades motoras mais desenvolvidas, que tal deixar seu filho tentar se alimentar sozinho? Aos dois anos e três meses, ele já pode segurar o copo com as duas mãos e sente vontade de segurar a colher e levar o alimento até a boca.

Isso também permite que você invista em brincadeiras novas, como desenho com giz de cera, já que o pequeno consegue agarrar o objeto com todos os dedos.

Variar nas atividades é importante porque, nesta idade, a criança ainda não consegue focar em uma única brincadeira por muito tempo. De acordo com a pediatra, é normal trocar de tarefas a cada 10 ou 15 minutos.

  • Instagram

Criado orgulhosamente pela Incomum Comunicação

Receba a nossa newsletter