Buscar

Enjoo: causas, sintomas associados e como evitar

O enjoo é um sintoma que pode servir de alerta para algum problema de saúde. Entenda as origens do problema



Enjoo ou náusea é um mal-estar que provoca uma sensação de que se está prestes a vomitar, podendo evoluir para um quadro de vômito - mas não necessariamente. O enjoo é um sintoma que indica que algo não está bem no organismo, funcionando como um alerta.


Causas do enjoo


O enjoo pode não necessariamente estar vinculado a doenças, sendo causado também por episódios isolados como: movimento do carro, ônibus ou avião; tomar pílulas com o estômago vazio; comer muito, ou pouco, de acordo com organismo; comer e exercitar-se; expor-se a cheiros desagradáveis; hidratar-se de forma insatisfatória e beber álcool em excesso.


A sensação de enjoo também funciona tal qual um alerta do corpo para outras possíveis condições. Por isso é importante dar atenção às possíveis causas do mal-estar:


  • Alterações na motilidade gastrointestinal, tanto no excesso de atividade quanto na atividade lentificada

  • Enxaqueca

  • Infecções bacterianas, parasitárias e principalmente virais

  • Infecções gastro intestinais

  • Alterações de pressão

  • Cálculo biliar

  • Pancreatite (inflamação do pâncreas)

  • Hepatite

  • Problemas da vesícula biliar

  • Úlcera

  • Gastrite

  • Alterações hormonais

  • Medicações específicas (as drogas usadas na quimioterapia, por exemplo, são bastante conhecidas pelo excesso de náuseas que provocam)

  • Gravidez

  • Labirintite

  • Hipertensão

  • Intoxicação alimentar

  • Intolerância alimentar

  • Refluxo gastroesofágico

  • Ansiedade

  • Estresse


Enjoo constante


Enjoos constantes são aqueles que perduram por mais do que meras horas ou poucos dias e podem ser causados por: gravidez, infecções gástricas, labirintite, gastroparesia (condição em que há lentificação crônica da motilidade intestinal), refluxo gastroesofágico, obstrução intestinal ou gastroenterite eosinofílica.

Em caso de enjoo constante, procure orientação médica.


Enjoo matinal


O enjoo matinal é comumente causado pela gestação, pelo corpo ter passado muito tempo sem alimento ou mesmo por uma noite de sono "mal dormida". Refluxo, alteração de labirinto, e de pressão também podem ser citados como causas.


Dor de cabeça, tontura e enjoo


Dores muito fortes podem causar enjoo pela liberação de adrenalina, como as dores de cabeça em geral (principalmente a enxaqueca). Tontura ou vertigem também podem causar náuseas. Labirintite, gravidez, síndrome de Menière e hipoglicemia são algumas condições cujos sintomas podem incluir tontura e enjoo associados.


Enjoo na gravidez


O enjoo é um sintoma comum durante a gravidez, mas ainda não foi completamente esclarecido. Acredita-se que seja causado pelo estímulo do hormônio da gravidez (hCG) sobre uma área no cérebro conhecida como "centro do vômito", que quando estimulada pode causar náuseas e vômitos.


Como tratar enjoo em casa?


Quando o enjoo não é constante e acontece de forma isolada e esporádica, é possível tratar o mal-estar em casa. Confira algumas dicas:


  • Medicações que aliviam a sensação de enjoo

  • Evitar alimentos muito "pesados" ou gordurosos

  • Evitar passar longos períodos em jejum

  • Manter a boa hidratação

  • Usar gengibre (chá, cristais, bala)

  • Chás de camomila, erva doce, menta, hortelã ou boldo

  • Suco de frutas cítricas sem açúcar

  • Evitar locais abafados

  • Respirar profunda e pausadamente

Porém, procurar ajuda médica se faz necessário caso o enjoo persista ou esteja associado a: vômitos, dor torácica ou abdominal, vômitos com sangue ou algo escuro, febre, muita dor de cabeça ou rigidez/dor na nuca, fraqueza e sonolência e sinais de desidratação (confusão mental, cansaço extremo, sede excessiva, cãibras, urina escurecida e em pouca quantidade).


Como evitar enjoos


Evitar enjoos depende de cada organismo. É importante conhecer o próprio corpo e manter uma alimentação leve, equilibrada e sem álcool, principalmente antes de entrar em veículos, fazer viagens ou se exercitar.


Para quem sempre sente náuseas em carros, ônibus e afins, a dica é, caso não seja a pessoa que vai dirigir, se medicar antes de entrar no veículo; se estiver em um avião ou navio, escolher o meio do veículo, olhando para frente, pode evitar enjoos ao dar menos estímulo de conflito entre os olhos e o labirinto.


Ansiedade, tensão e estresse também podem causar enjoos pela conexão que existe entre o sistema nervoso central e o sistema nervoso entérico (que regula todo o sistema gastrointestinal). Então, evitar situações de muito nervosismo pode contribuir para que não se sinta náuseas.



Fonte


Referências

Vanessa Prado (Cirurgiã do Aparelho Digestivo)- CRM. 129.114: Médica do Centro de Especialidades do Aparelho Digestivo do Hospital Nove de Julho, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Aparelho Digestivo (SBCD) e da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBC).


0 comentário