Buscar

Labirintite: o que é, causas, tratamento e outras grandes dúvidas


Marcada por crises de tontura, ela afeta a qualidade de vida — mas em muitos casos têm cura. Saiba mais sobre a labirintite, da prevenção aos remédios


O que é labirintite

Esse é o nome popular que se dá a todos os transtornos do labirinto, uma estrutura interna do ouvido composta pela cóclea (imprescindível para a nossa audição), pelo vestíbulo e pelos canais semicirculares (que têm papel na manutenção do nosso equilíbrio). Problemas na região podem afetar a capacidade de ouvir e, principalmente, geram tontura e quedas.


Apesar do termo “labirintite” ser comumente utilizado, do ponto de vista científico ele é pouco preciso. Ora, problemas que terminam em “ite” sugerem uma inflamação — e nem tudo o que compromete o labirinto envolve grandes processos inflamatórios.


De acordo com o otorrinolaringologista Paulo Roberto Lazarini, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, a forma mais correta de nomear a condição que causa crises de tontura seria labirintopatia ou distúrbio vestibular periférico. “Mas, como são termos mais complexos, a gente acaba usando ‘labirintite’ no dia a dia”, esclarece.


O que causa labirintite e quais são os fatores de risco?


“Perguntar isso é como questionar o que causa a dor de cabeça. A lista é enorme”, brinca Lazzarini.


Inflamações no interior do ouvido, que podem ser disparadas por inúmeras razões, estão entre as principais causas. Infecções virais, tumores, estresse e doenças circulatórias são outras. Até diabetes e hipertensão, por afetarem vasos sanguíneos e mais estruturas da região, às vezes disparam o quadro.


Os fatores de risco em geral estão relacionados aos agentes causadores da labirintite:


• Sedentarismo

• Idade avançada

• Consumo de bebidas alcoólicas e cigarro

• Ansiedade

• Infecções no ouvido


“Indivíduos que fazem atividade física e ingerem alimentos saudáveis certamente têm menor probabilidade de desenvolver distúrbios no labirinto”, pontua Lazarini. Isso porque, com a saúde em ordem, o risco de inflamações por ali cai significativamente.


Diante de uma crise de labirintite, consulte um médico.


Fonte


  • Instagram

Criado orgulhosamente pela Incomum Comunicação

Receba a nossa newsletter